Enviar texto'"Cópia Fiel" e o elemento surpresa' para um amigo

Enviar o texto ('"Cópia Fiel" e o elemento surpresa') para um amigo

* Campo Obrigatório






Separe com vírgula. Máximo de 5 e-mails.



Separe com vírgula. Máximo de 5 e-mails.


Verificação de E-mail por Imagem

Carregando ... Carregando ...

19 Comentários

  1. Oi Mari,
    finalmente eu pude ver Cópia Fiel e foi bom ter ido sem ler o seu texto aqui no blog (para não ter qualquer influência). Eu simplesmente amei o filme. É denso e surpreendente como bem definiu você. É cerebral e emocional ao mesmo tempo. E os diálogos são maravilhosos. Concordo com vc: um dos pontos altos dos diálogos é a conversa de Juliette Binoche com a senhora no café. É de uma poesia… De uma simplicidade. Aliás, uma das frases de que mais gostei foi quando ele disse que “não é simples ser simples”. A vida é uma cópia? Ou um original? O que é original: nossos sonhos ou a realidade? beijos, Pati.

    • É isto aí! O filme é muito legal mesmo.
      Existem outros dele em que ele usa esta
      narrativa que permite que o filme pareça
      ser uma coisa e na verdade, seja outra.
      Vou pegar em vídeo assim que puder.
      Bjs e que bom que vc leu afinal!

  2. Oi Mariana,
    concordo plenamente, tb adorei o filme! E olha que chique, indiquei seu comentário pra duas pessoas…Uma delas é minha filha (que tem 20 anos e até não acho que vai gostar como nós, mas eu tinha exatamente comentado com ela outro dia…).A outra é uma amiga, que coincidentemente esteve em Buenos Aires com a filha de dois anos e adivinha que dicas levou? Um blog praticamente de “utilidade pública” o seu!…
    Beijo, Celina.

    • Celina, que maraviiiilha! Tomara que sua
      amiga tenha gostado dos lugares que in-
      diquei. Bom, acho que gostou, porque
      me dão até saudades, só de me lembrar
      agora. Obrigada e super beijo!

Deixe um comentário